terça-feira, 30 de setembro de 2014

Último día de Setembro, que termine melhor do que começou

Há dias complicados sentimentalmente, ou porque realmente algo nos atormenta ou porque começamos logo de madrugada com um desatino.
É, é esse o caso. A C mais pequena, todos os dias a qualquer hora tem de arranjar complicações, intrigas, o não gosto o não quero, sei lá. A miúda parece que vem enfeitiçada lá dos outros lados. Raios-parta. Qualquer dia tenho de lhe ir tirar o mau-olhado. 
Agora a sério, tem sido de mais. E hoje pela manhã então, passei-me à séria. Caramba, por mais cenas de psicologia infantil, dicas e coisas dessas que leia, quando chega a hora, fervo de tal forma que não dá para aplicar nada de racional.
E assim se termina a última manhã do mês de Setembro. Ninguém merece. E a tristeza com que se fica, então, é do piorio. 
Mas que o resto do dia seja melhor e que se transforme num bom último dia de Setembro.

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

um pouco farta

Ando um pouco cansada daquelas pessoas que nos sugam as energias. Que são monótonas, repetitivas nas conversa e no tema da mesma. Daquelas onde tu já te sentiste muito bem e que hoje foges do telefone, quando o número aparece.
Não tens vontade de as convidar, mas já sabes que vão ficar zangadas. Irritam os comentários que fazem e preocupa o acharem que estão no topo.
Cansada. Porém, fico a pensar para comigo se não estarei a ser ingrata. 
E é nesta dualidade que, lá se vai recebendo e aturando.

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

"A "culpa" é vossa"...

Nada como passar a culpa para o próximo!!! E por isso, já dei o primeiro passinho e "a culpa é vossa".
Foi graças a vocês. Obrigada. <3 br="">

Agora, digam-me mais uma coisa, sou uma pedinchona, tenho de ler o livro todo primeiro ou posso ir fazendo à medida que vou lendo? Tou desejando começar, pelo menos, a ler. 
Mas agora é difícil...tenho de aguardar por logo
1º passo - Feito.

Muito Obrigada



Muito obrigada a cada leitor que por aqui passa e que deixa o seu carinho. Mesmo a quem não deixa, leva consigo um pouco de mim. E isso é muito importante.
Já vos disse que tenho os melhores leitores do mundo? 
Não?!
Mas digo-vos agora. Tenho!

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Vocês que tudo sabem, digam-me lá por favor

O livro da dieta dos 31 dias está esgotado?
Não encontro, só vejo o das receitas. Mas primeiro preciso do outro, certo?
Digam-me mais uma vez, ou tantas quantas eu precisar de ouvir. É acessível esta dieta?
(É que ontem fui ao médico e tenho mesmo de tentar perder uns.... quase 10 kilos)
.....HeLp Meeee.....

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

*.*

Não me sinto bem. O estômago parece todo enrolado e apenas como porque tem de ser e tenho medo de vir a ter foma. A comida sabe a nada e o meu coração está apertado e choroso. Por vezes, dá a sensação que tenho o coração ao pé do estômago e tudo se mistura num mar revolto só.
O que é? Não sei, mas tenho de arranjar estratagema para passar pois isto assim não é forma de viver.

It's monday, and I'm not in love - Not

Bom dia,
Como estão neste começo de Outono? Praticamente na mesma em relação ao final do Verão. Não é?
Percebo. É como eu, ainda não percebi se estou no Ounonão ou se no Verono, mas em algo do género devo ter andado a passear nos últimos meses.
Mas o que seja, que seja bom dentro do que nos é possível.
Ainda não tinha dito que, a reunião correu. Surreal, sem dúvida, mas correu bem. Acho que sim, que realmente só comigo, mas nada como "cagar-e-andar" e pura e simplesmente tentar ser-se. E foi o que fiz.
Muito pouca falta de vontade de ir trabalhar. Não sinto afinidade ao local, o que me custa. Tenho sempre aquela triste sensação de que estão sempre a gozar, criticar, comentar. Imaginem uma parede em que, à medida que passas destacam-se pequenas caras da parede que, umas com as outras, comentam a tua passagem. É, é um pouco isto.
Queria tanto conseguir ter algo em casa que me desse o sustento necessário para mim e para as miúdas.
Mas enfim. Não posso fazer nada. Não posso reclamar. Tenho que agradecer, adaptar e chutar o que "eu acho" para trás das costas.
Boa semana, amoricos

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

anxious, nervous, "parvous"

É mais ou menos como me sinto hoje. 
Hoje é a reunião da minha filha mais nova. 
Este ano, um pouco à margem da minha vontade, mas por vontade do pai, foi para uma escola nova, onde anda o enteado do meu "eis". 
Parece que a professora é exigente, a escola é boa (claro, isto foram as infos recebidas. E como tudo o que vem daquelas bandas é que é bom...),  e como a pequena não é lá muito dada a escolas e estudos, achou-se que talvez ali pudesse ser uma mais valia.
E assim foi. Foi inscrita, começou a frequentar o ATL da escola e agora começou as aulas. 
A verdade é que a miúda anda toda contente e gosta da escola. A verdade é que eu fico feliz por isso. A verdade é que eu quero que ela se sinta bem, feliz e com vontade de aprender. Mas a verdade, também, é que não me apetecia nada ter de ir para a reunião da escola que, não conheço, ter de "levar" com a carantonha da outra. Eu não lhe devo nada, na verdade nem ela a mim, mas não me apetecia. Ainda por cima, não a conheço e vou agora ter de conhecer.
Já disse ao pai que esperava por ele, etc. Agora, acho que o sentir-me menos bem depende muito do pai e do seu "acompanhamento".
Um amigo de coração, disse para eu ser eu e ter calma, pois apenas estou a fazer e procurar querer o bem da miúda. Que se alguém tem de se "orientar" é o pai que resolveu meter-nos a tod@s nesta. Que eu sou a que menos me devo preocupar com quem está ou não.
Mas custa-me. Eu não conheço ninguém, não tenho suporte nenhum li. Não vou negar que sim, que me custa. Vamos ver como me vou sentir.

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Bom dia

Hoje, quarta-feira, pode dizer-se que é o meio da semana.
Bom dia com muita alegria.


terça-feira, 16 de setembro de 2014

raios e curiscos

Éh láh! 
Esta noite é que foi. Aquilo sim, são trovões com todas as letras e "tiles". Pelo menos aqui na nossa zona. 
Eu, adoro trovoada. Pelo que acordei, ouvi e só não me levantei para ir ver, pois tinha receio de despertar muito e ser difícil adormecer de novo. Pois, mais valia ter levantado. Primeiro que voltasse a adormecer, foi um martírio. Quando finalmente consegui, toca o despertador e já nem trovoada havia.
Mas com trovoada ou sem ela. Com chuva ou sem, o que acho difícil, desejo-vos um bom dia.


Quem é que também gosta de trovoada?

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Fim-de-semana por Lisboa

Este fim-de-semana foi bem diferente. Fomos até Lisboa, ao evento dos Minis e ao arco da Praça do Comercio. E no sábado, andamos pelo mercado de Campo de Ourique. 
Bem giro e diferente que foi o nosso fim-de-semana.



 Um bocadinho da manhã de sábado, no mercado. Giro
 Evento dos minis com a mini maior a correr que nem louca no autodromo do Estoril
 Do cimo do arco!
 Um bocadinho de descanso
Arte!

Eu queria e elas mereciam.

Mais um início, mais um começo. É a semana que começa e são as aulas que regressam.
A mais velha, vai iniciar uma nova fase na sua vida, na qual o coração de mãe fica um pouco apertado. Não, não é nada do outro mundo. É apenas a entrada no 2º ciclo. Mas é diferente. Parece que deixam de ser aqueles bijous fofuskos apaparicados por todos e viram crescidos.
Teve sorte, ficou com muitas colegas na turma, inclusivé colegas que andaram na escola até aos 5 anos.
Ficou toda contente. Eu sei. E por isso, ainda bem que não entrou na outra escola. Vá lá. Ao menos esta parte foi como eu gostaria que tivesse sido.
Sim, tenho o meu coração um pouco apertado. Eu queria e elas mereciam, que eu tivesse e pudesse ir deixá-las à escola e buscá-las. As acompanhasse tal como a minha mãe me acompanhou a mim. Mas não. Não posso e elas não o têm.
Eu vi, como as minhas filhas foram felizes durante o período em que estive desempregada do trabalho mas empregada como mãe. Estava ali. Para elas. 
Eu queria e elas mereciam. Mas para minha grande infelicidade, não posso.
Que seja um grande recomeço apra todos os que hoje regressasm.

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Do confiar ao correr bem, podem ir muitas horas de espera

Tudo isto se passou ontem, porém não queria escrever o texto ontem. Aqui vai.
Ontem, pela manhã chovosa que tivemos, em muito parecida à de hoje, enquanto me deslocava para o trabalho e tendo de parar numa fila de carros, veio um senhor que resolveu mbirrar  com a traseira do meu carro. Coitada da traseira, estava ali sossegada, mas deve ser bonita e o senhor, pumba. Toma lá disto. 
Saí do carro e reparei que o senhora, com ar possante, não saia. Estranhei! Fui ter com ele para saber se estava bem. Disse que sim e pediu para nos encostrarmos, escusavamos de estar a empatar o trânsito. 
Tem toda a razão e assim o fiz.
Bom, chovia que era uma coisa maluca. Lá nos encostamos e olhámos para a declaração amigável. Belo pincel, pensei eu. 
Já nem sei muito bem explicar como, lá acordámos que ao final do dia nos encotraríamos para preencher a dita declaração.
O senhor tinha um ar muito simples. Notava-se que iria para o trabalho, quem sabe alguma obra ou algo parecido. Achei que seria pessoa de confiança. Senti, sei lá. E confiei.
Trocámos números de telemóvel e combinamos hora e local.
E cada um seguiu o seu caminho.
Claro que, com o passar das horas, fui caindo mais em mim e só pensava... e se o homem me enganou! Agora é aguardar.
Chegada a hora marcada, apareci eu, o meu pai, a minha mãe e a minha filha. Coitado do homem, pensei! Ainda julga que lhe vamos dar alguma tareia. Mas a verdade é que fomos todos, por ir. Para nos acompanharmos, para sairmos e aproveitámos e bebemos um café.
O senhor chegou, vestido de toda a sua simplicidade. Vontámos ao raio da declaração amigável, a qual parece um inquérito judicial mas para formigas escreverem. Tive de preencher a parte do senhor, a seu pedido. E no final lá assinou, mas reparei que com dificuldade e com uma letra tão humilde como ele próprio.
E assim foi. O meu instinto e a situação disseram-me para confirar. Confiei e... vá lá! Tive sorte. sai-me bem. 
Ufa!

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Fui desafiada

Não sou muito de desafios, talvez por não me desafiarem assim tanto. :) Mas aceitei este, com muito gosto, pela querida Marina do LIVE YOUR DREAM.
Ora, cá vou eu:

1- O que você não sai de casa sem!
     Telemóvel e chave de casa. Ah! E boa disposição.

2- O animal favorito!
     Cão. A minha querida Storm.
  
3- Sapato favorito!
     Patinhas ao leu. Devem ser influências da cachorrita.

4-Produto de maquilhagem indispensável!
    E isso é? Creme, serve?

5-Maior sonho!
   Voltar aos USA e conhecer a Austrália. Mas antes de tudo, ser sempre feliz.

6-Maior defeito!
   Tagarela e confiar demais
 
7-O que me irrita nas pessoas!
    A mentira e a mania que sabem tudo.

8-Comida favorita!
    Caldo Verde com chouriço.

9- Doce ou salgado!
    Salgadinho... com um café. Do melhor!

10-O que te deixa feliz!
      As minhas filhas, as suas brincadeiras e os seus sorrisos. Estar com Amigos.

11- Escolher 5 blogues para este desafio!
rosa_chiclet
Meus momentos
Só por Amor
A barata diz que tem...
A hora que ninguém desconfia...

E bem, vamos ver quem aceita o desafio.
Bjs

terça-feira, 9 de setembro de 2014

simpatia ou estupidez natural? Não sei!

Hoje faz anos o filho do meu "eis" :).
Não tenho nada contra o puto, como é óbvio. E até é simpático! 
Já, não posso dizer o mesmo da mãe. Não de não ser simpática. Não faço ideia que não conheço a senhora. Mas de não ter nada a favor da senhora. 
(Afinal, foi meter-se no meio do que não devia e ou muito me engano ou tornou menos feliz a vida de uma pessoa, mas ela própria ganhou € muito. Mas adiante. Foi porque todos o quiseram ela não é a única culpada e a situação estava favorável. Agora que se amanhem que e minha vida seguiu e muito bem para a frente.)
E como tal, senti vontade de lhe enviar os parabéns. Peguei no telefone e fi-lo. Com honestidade. Obtive uma resposta derretida de um pai a quem lhe são enviados os parabéns pelo filho e especialemente deste pai que por certo não estaria à espera e para quem eu serei sempre "eu".
E assim foi. Simpatia ou estupidez natural? Não sei! Mas seu que o fiz com sentimento e honestidade.

Pensamento do dia

"Ser altruísta é doar, sem a mais pequena expectativa."

Manhãs frescas

Não me torturem. Sim, adoro o verão e irrita-me não ter tido um cque respeite o seu nome.
Mas gosto muito também desta transição para o Outono. As manhãs fresquitas e com tudo coberto com orvalho da noite. Porém, à medida que o dia avança, o calor vai começando a substituir as gotinhas de orvalho e o dia torna-se fantástico. Cai de novo a noite, um pouco mais refrescante.
Não pode é ter vento. O vento irrita-me e desorienta-me. Fico ainda com menos paciência do que é já habitual com vento.
Mas estas manhãs frescas de início de Outono, eu adoro.
Boa terça


segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Re - Início

De 7 em 7 dias, é-nos dada a oportunidade de recomeçar um pequeno ciclo, dentro do grande circulo.
Começa uma semana. E apesar de esta estar a começar muito cinzenta, nota-se que o sol está a querer romper por de traz das núvens.
Deixemos os raios de sol romperem e inundarem os nosso dias.
Desejo uma semana muito radiante para tod@s.
Como diria alguém, Sejam Felizes.



sexta-feira, 5 de setembro de 2014

"Love of my life"

Decorria o ano de 1946, quando a 5 de setembro nasceu um lenda. 
Freddie Mercury, se fosse vivo, faria hoje 68 anos.

Uma música linda, que ele escreveu e dedicou à "mulher da sua vida". Mary, com quem manteve um relacionamento durante uns anos e, principalmente, a quem se manteve unido toda a sua vida.
amores, que por muita coisa que venha, não mudam. 
E sim, esta era a música existente no "mundo oculto" de dois fãs dos Queen que aprenderam, em conjunto, a beleza desta banda e que cantarolavam cada compasso das suas músicas. 
Sem dedicatória, porém com dedicação, aqui fica:


quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Estou triste e sem nada para dizer ;(

Mais uma estrelinha no céu. Não consigo ter palavras para descrever estes momentos, pois eu acho que, por estes motivos, o céu "não deveria ter estrelinhas". 
Mas tenho fé que estás bem, pequena Nôno e que deixaste um legado na terra - força, coragem e um grande sorriso. 
Descansa em Paz e envia forças e coragem à tua família.
Bom dia

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Bom dia, Good morning, Buenos días, Bonne journé, etc e tal

Hoje, o dia acordou muito enublado. Com um ar cinzentão e tristonho. Porém, quentinho ou, ameno, vá. Mas eu, que adoro e funciono a sol, acordei bem disposta, com umas 4 mordidelas de mosquito porém a cantarolar e de bem com o cinza do dia. 
E como adoro acordar cedo, despachar-me e conseguir ainda ir ao café, logo pela manhã, vou chegar ao trabalho muito mais animada. 
Acho que já aqui o disse. Ando toda feliz por ter trabalho e por ser perto de casa... ah! e pelo horário. Estes factores todos juntos, valem muito.

Acordar bem e ter um bom pensamento pela manhã, pode mudar todo o seu dia. 
Por isso vos deixo aqui um monte de energias boas. Tenham um excelente dia.


terça-feira, 2 de setembro de 2014

e continua

Hoje tou chata como o caraças, mas a verdade é que me sinto angustiada e sem razões para tal. E detesto quando me sinto assim. acho que a minha cabeça fabrica muitos pensamentos, alguns dos quais nem me apercebo. Daí, ficar com este sentimento de angústia. Não é tristeza. Não. É angústia.
Que seca!
Eu tento respirar e sentira a respiração, mas não está fácil. O que me apetecia mesmo era ir embora e ir para as compras, pura e simplesmente, comprar!